Cultura de Vigilância (ou rastreamento): Detecção de colonização de microrganismos multirresistentes em amostras clínicas.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estabeleceu os critérios diagnósticos e os indicadores nacionais adotados no sistema de monitoramento de infecções relacionadas à saúde. Esses protocolos devem ser amplamente discutidos entre o Serviço de Controle de Infecção, as equipes de enfermagem e o laboratório de microbiologia.  

O Laboratório de Microbiologia clínica possui a responsabilidade de realizar a cultura e liberar os resultados o mais rápido possível para ações de segurança à infecção relacionadas à saúde do paciente. 

*Controle de Surtos; 
*Isolamento do paciente (Cuidados de proliferação); 
*Notificação para CCIH (Notificação para ANVISA); 

Decisões sobre populações alvo para realização de cultura de vigilância, bem como locais para realização devem ser realizadas em dados de epidemiologia local considerando a incidência e prevalência de MDR, a situação endêmica ou epidêmica, seja em uma unidade de internação específica ou no hospital como um todo.  

Embora a transmissão de microrganismos multirresistentes (MDR) seja reportada com maior frequência em unidades críticas, de cuidados intensivos, todos os serviços de saúde são afetados pela seleção e disseminação de MDR.

Os resultados podem sinalizar também: 

  • Tempo de internação 
  • Custos de tratamento 
  • Taxas de morbidade e mortalidade 
  •  Práticas inadequadas de controle de infecção. 

As bactérias, assim como outros microrganismos, possuem alta capacidade de sofrer mutações e adquirir genes de resistência, tornando-se resistentes aos antimicrobianos. O amplo uso de antimicrobianos provoca pressão seletiva de modo que as cepas mais resistentes persistem, propagam- se e acumulam mecanismos de resistência 

Uma vez detectado um microrganismo multirresistente a comunicação deverá ser realizada imediatamente aos responsáveis pela tomada de decisão no âmbito do serviço de saúde, em geral ao profissional assistente e à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) que deverá adotar as medidas de prevenção e controle e às Coordenações de Controle de Infecção Hospitalar do Estado (CECIH), Município (CMCIH), Distrito Federal e à Anvisa. 

MRSA: Staphylococcus aureus resistentes à meticilina 
O Staphylococcus aureus MRSA possui genes mecA e mecC e possuem  resistência aos antibióticos betalactâmicos, exceto a nova classe de cefalosporinas que têm atividade anti-MRSA (ceftarolina e ceftobiprole), principalmente swab nasal e axilar para detecção de colonização por microrganismos resistentes a meticiclina, entretanto outras amostras, como vias respiratórias, perianal, retal, pele e feridas operatórias, também podem ser usadas como objeto de investigação. 

Exemplos de cepas controle para detecção de MRSA:  
S. aureus ATCC 29213 Sensível à meticilina  
S. aureus NCTC 12493 Resistente à meticilina (mecA)  
S. aureus NCTC 13552 Resistente à meticilina (mecC).

Referências Bibliográficas

  • Bernardo Gabriel de Oliveira, Carlos Augusto Albini, Gislene M. Diógenes Botão, Helena Homem de Mello de Souza. “A Identificação Direta Pelos Meios Cromogênicos é Confiável a Ponto de Dispensar as Provas Bioquímicas?” Curso de especialização em Microbiologia PUC – PR, Professor e Mestre Universidade Federal do Paraná, Hospital de Clínicas, Curitiba – PR, Hospital de Clínicas, Curitiba – PR.

  • – Medicina Laboratorial • J. Bras. Patol. Med. Lab. 45 (1) • Fev 2009 • https://doi.org/10.1590/S1676-24442009000100005 “Diagnóstico de infecção por Candida: avaliação de testes de identificação de espécies e caracterização do perfil de suscetibilidade” https://doi.org/10.1590/S1676-24442009000100005
  • Luciene Almeida. “Meios de Cultura Cromogênicos.” Escrito por Luciene Almeida em 24 de fevereiro de 2021.

  • GRANJA, Brunna de Mattos. “Avaliação de meios de cultura cromogênicos para identificação rápida de microrganismos causadores de mastite bovina” [doi:10.11606/D.10.2020.tde-19012021-100518]. Pirassununga: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, 2020. Dissertação de Mestrado em Nutrição e Produção Animal. [Acesso em 2023-07-20].

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

três + dezessete =