Objetivo: Comparar o desempenho do método de Ogawa-Kudoh ao de Petroff modificado no diagnóstico da tuberculose pulmonar. Métodos: Utilizaram-se 205 amostras de escarro de 166 pacientes com suspeita clínica ou controle de tuberculose pulmonar atendidos em um hospital público terciário, entre os meses de julho de 2014 a julho de 2016. Todas as amostras foram processadas simultaneamente pelos métodos de descontaminação Ogawa-Kudoh e Petroff modificado, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde. Na análise estatística, foi empregado o teste de McNemar, para comparação de proporções, e o índice Kappa, para verificar o grau de concordância entre os dados. Resultados: Os métodos Ogawa-Kudoh e Petroff modificado mostraram-se eficientes na detecção de micobactérias, não sendo verificadas discordâncias significativas tanto nas comparações de pares de resultados (p=0,549), como na taxa de contaminação das culturas (p=0,065). O grau de concordância das técnicas foi considerado excelente (índice Kappa de 0,877), e o Ogawa-Kudoh, em relação ao Petroff modificado, apresentou 90,4% de sensibilidade, 96,6% de especificidade, 94,3% de valor preditivo positivo e 94,2% de valor preditivo negativo. Conclusão: O método de Ogawa-Kudoh revelou-se suficientemente sensível e específico para o diagnóstico da tuberculose pulmonar e, portanto, adequado para a aplicação na rotina laboratorial. Por ser mais simples, de baixo custo e com menores exigências técnicas de biossegurança e capacitação profissional, o Ogawa-Kudoh apresenta-se como alternativa para gestores e profissionais da área promoverem a ampliação da cobertura diagnóstica bacteriológica da tuberculose pulmonar.

Comparação entre os métodos de Ogawa-Kudoh e Petroff modificado para o cultivo de micobactérias no diagnóstico da tuberculose pulmonar

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*