A detecção rápida da produção de carbapenemase no laboratório de microbiologia ainda é um desafio, os protocolos disponíveis são preconizados ou desenvolvidos para uso “in house”, o que obriga ao laboratório adquirir todos os reagentes envolvidos na produção e realização do teste. Nosso objetivo foi avaliar o desempenho do teste rápido comercial RAPIDEC® CARBA NP TEST (Biomerieux) na detecção rápida da produção de carbapenemase frente as Enterobacteriaceae e Acinetobacter baumannii. Os seguintes genes foram pesquisados por metodologia de PCR-RT: KPC, NDM, VIM, IMP e OXA-48. Foram testadas 36 amostras de bactérias que demonstravam resistência a algum dos carbapenems: Ertapenem e/ou Imipenem e/ou Meropenem.  Os isolados foram obtidos de amostras clínicas de origem infecciosa ou de swabs de vigilância para bactérias resistentes aos carbapenems (ERC), e seguiram a seguinte distribuição: Escherichia coli (3), Klebsiella pneumoniae (18), Klebsiella oxytoca (1), Serratia marcescens (1), Enterobacter asburiae (1), Enterobacter cloacae (1), Enterobacter aerogenes (1), Citrobacter freundii (1), Providencia rettgeri (1), Pseudomonas aeruginosa (1) e Acinetobacter baumannii (7).  Das 36 amostras, 27 foram positivas na detecção genotípica de genes para carbapenemase e 9 foram negativas, na detecção fenotípica da produção de carbapenemase pelo RAPIDEC® CARBA NP TEST, 27 foram positivas e 9 foram negativas, demonstrando 100% de sensibilidade e 100% de especificidade.

Importância Clínica e Epidemiológica na Detecção Rápida de Bactérias Produtoras de Carbapenemase

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*