O artigo de Tim Sandle, Ph.D., CBiol, FIScT, microbiologista farmacêutico e consultor especializado em controle de contaminação, publicado em 15 de junho de 2024, no LinkedIn, discute a reclassificação do “QC strain” de Pseudomonas aeruginosa para Pseudomonas paraeruginosa, com base em estudos filogenômicos e genômicos comparativos que identificaram duas “clades” distintas anteriormente agrupadas sob P. aeruginosa

Essas “clades” apresentam diferenças significativas em características genômicas, como motilidade e presença de sistemas de secreção. A“clade” agora designada como P. paraeruginosa foi reconhecida como uma nova espécie devido a valores de identidade nucleotídica média e hibridização de DNA-DNA digital, abaixo dos limites sugeridos para distinção de espécies. Essa mudança taxonômica impacta normas farmacêuticas e de microbiologia, onde a antiga cepa P. aeruginosa era amplamente utilizada como controle de qualidade.

A mudança foi publicada, citando estudos que destacam a divisão da espécie em duas, com base em análises genômicas e filogenéticas robustas. A renomeação reflete uma reavaliação científica que agora reconhece Pseudomonas paraeruginosa como uma espécie distinta, destacando a importância de precisão taxonômica.

A antiga Pseudomonas aeruginosa ATCC® 9027™, sob o código 0484 da Microbiologics®, primeira Empresa Licenciada pela Coleção de Culturas ATCC® a comercializar cepas derivadas, com a reclassificação, disponibilizou o comunicado para os usuários sobre a alteração de nomenclatura. 

Convidamos a leitura desse relevante e esclarecedor artigo na íntegra. Acesse: https://www.linkedin.com/pulse/whats-name-time-update-your-procedures-pseudomonas-tim-bpyze/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

2 + vinte =