No Brasil, muitas empresas quando pensam em patrocinar alguma modalidade esportiva ou atleta buscam visibilidade. A Plastlabor, pioneira no segmento de meios de cultura prontos para uso, decidiu ir na contramão e buscou um esporte e atleta que fossem alinhados com a filosofia da empresa, e encontrou em Rafael Becker, atleta do Golfe esses atributos.

Segundo o CEO da Plastlabor, Wagner Garcia, o Golfe é um esporte que tem como principais características a ética, a disciplina, a perseverança e, principalmente, o saber lidar com as adversidades. “Essas qualidades são essenciais para qualquer segmento ser bem sucedido e no Golfe são imprescindíveis para uma boa partida”.

O atleta Rafael Backer complementa e afirma que o esporte é um jogo que trabalha muito o lado mental. “O Golfe é um esporte jogado na cabeça, devido ao campo ser irregular, desnivelado e cheio de dificuldades. Onde se aprende a conviver com os erros e trabalhar para que eles possam se tornar acertos”.

Elitista. No Brasil, considerado um esporte para grandes empresários, políticos ou pessoas com muito dinheiro, Rafael Becker afirma que o Golfe é um dos esportes mais democráticos e inclusivos.

“Em um campo você não precisa perguntar profissão, renda ou qualquer outra coisa. O único interesse dos participantes é o jogo. Essa fama acontece pela falta de campos públicos no Brasil e os altos custos dos equipamentos, mas mesmo assim, entre os jogadores existem taxistas, estudantes, médicos, empresários, entre outros.”, conta Rafael.

Plastlabor e Rafael Backer. Foi exatamente nesses jogos “as escuras” que Wagner conheceu Rafael. “Um ponto interessante do Golfe é a necessidade de estabelecer um vínculo de confiança. Em muitos casos os jogadores estão em partes opostas do campo e é a palavra do outro que vai dizer se foi realizado um ponto ou não”, comenta Wagner.

“No final do jogo, quando descobri que estava ao lado de um atleta profissional, percebi que era exatamente o que buscava para associar a marca da Plastlabor: somos uma empresa de meios de cultura, nossos clientes depositam total confiança na qualidade dos nossos produtos. Então, por quê não patrocinar um atleta que tem essa qualidade como principal foco de trabalho?” explica Wagner.

Olimpíadas. A pandemia interrompeu todos os torneios que serviriam para o ranqueamento dos atletas para as olimpíadas de Tóquio. No entanto, Rafael Becker não demonstra desânimo e faz planos para Paris 2024. “Fica aquela pressão, mas também fica o desejo de representar o país nos Jogos Olímpicos”, revela Rafael.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

15 + quinze =