A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nesta segunda-feira, 8/12, um alerta sobre a identificação  de um caso de infecção por Candida auris (C. auris) em território brasileiro. Segundo a Agência,  o fungo emergente representa uma séria ameaça à saúde pública.

O fungo foi descoberto em 2009 e infectou pessoas em mais de 30 países. A preocupação é principalmente por se tratar de um fungo “multirresistente” a medicamentos e fatal em cerca de 39% dos casos.

Histórico. O fungo teve o seu primeiro registro na América Latina em outubro de 2016. Na época, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) publicou um alerta epidemiológico em função dos relatos de surtos de Candida auris em serviços de saúde da América Latina, recomendando aos Estados-membros a adoção de medidas de prevenção e controle de surtos decorrentes deste patógeno.

No Brasil, a Anvisa publicou em de março de 2017, o Comunicado de Risco nº 01/2017 – GVIMS/GGTES/ANVISA, contendo orientações para a vigilância laboratorial, encaminhamento de isolados para laboratórios de referência e as medidas de prevenção e controle de IRAS pela C. auris.

Recomendações:

  1. Laboratórios de microbiologia: reforçar a vigilância para identificação de Candida Auris e informar imediatamente à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do serviço, qualquer caso suspeito;
  2. Serviços de saúde: Seguir as orientações previstas no Comunicado de Risco no 01/2017 – GVIMS/GGTES/ANVISA e suas atualizações;
  3. CCIH do serviço de saúde: adotar imediatamente as medidas de prevenção e controle de infecção (em caso de suspeita ou confirmação de infecções por C. auris), realizar a notificação na ANVISA e informar a suspeita ou confirmação de casos à Coordenação Estadual de Controle de Infecção Hospitalar (CECIH) do seu estado.

A equipe técnica da Plastlabor está acompanhando as notícias sobre o assunto para propor as melhores técnicas de análise e identificação do superfungo.  No momento, a melhor solução é o CHROMagarTM Candida Plus, primeiro meio de isolamento cromogênico para detectar e diferenciar C. auris, além de outras espécies clínicas importantes de Candida, como C. albicans, C. tropicalis, C. glabrata ou C. krusei.

Para mais informações, entre em contato com um de nossos representantes (plabor@plastlabor.com.br).

Referências

CHROMagarTM Candida Plus: A novel chromogenic agar that permits the rapid identification of Candida auris
Evaluation of a novel chromogenic medium for Candida spp. identification and comparison with CHROMagarTM Candida for the detection of Candida auris in surveillance samples

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

15 − oito =